• Telefones:
  • (31) 3817-2779 | 9 9125-8311

smilleodontologia@gmail.com      

Redução das abas laterais do nariz

Redução das abas laterais do nariz

O nariz pode não ser a parte mais atraente do rosto, mas com certeza é parte essencial de um rosto bonito. Por isso, procedimentos estéticos para tornar o nariz mais simétrico são os mais procurados nos consultórios em todo o Brasil. A Redução das abas laterais do nariz é um desses procedimentos, e tem como objetivo diminuir o tamanho das asas nasais, que são as estruturas laterais do nariz. Ela é considerada uma cirurgia plástica de baixa complexidade e, por isso, possui uma recuperação tranquila. 

O que é a Redução das abas laterais do nariz?

A alectomia nasal ou redução das abas laterais do nariz é um procedimento estético que tem como objetivo reduzir o tamanho ou corrigir assimetrias das asas nasais, que fazem parte da lateral das narinas. Essa região do nariz é composta por pele, tecido subcutâneo, gordura, tecido conectivo e mucosa, e, para um resultado harmonioso, são removidos de acordo com as feições do paciente.

É uma cirurgia indicada para pessoas que possuem asas nasais longas, e em especial quando o sorriso se torna incômodo pois deixa o nariz muito largo. Ela é considerada uma cirurgia simples, que pode ser realizada até mesmo em um consultório, com aplicação de anestesia local.

Redução das abas laterais do nariz ou Rinoplastia: qual é melhor para mim?

É indispensável que se saiba a diferença entre a alectomia e a rinoplastia para saber por qual procedimento optar na hora de tornar sua face mais harmoniosa.

A rinoplastia é uma cirurgia que permite modificar completamente o nariz, tornando-o maior, menor, mais ou menos arrebitado, e até mesmo reduzir o calo do nariz. Não é incomum que ela seja associada a outros procedimentos, como a correção do desvio de septo. Esse procedimento requer vários exames no pré-operátorio e a cirurgia precisa ser realizada em um centro cirúrgico. Seu pós-operatório é também mais complicado, sendo comum ter dor e dificuldade para respirar nos primeiros dias.

Já a alectomia é um procedimento mais simples, que visa a diminuir o tamanho das asas do nariz, e que pode até mesmo fazer parte da rinoplastia. Diferente dela, a alectomia não precisa de internação, e possui uma recuperação sem dificuldades, já que o paciente não sente dor ou dificuldades para respirar. A alectomia é recomendada quando o nariz já tem um formato satisfatório, e apenas a largura das narinas incomoda.

Como a alectomia é feita?

Para fazer a alectomia, é necessário que o profissional analise a anatomia da face, observando as proporções dos nariz e do rosto. Além disso, não se deve esquecer a função principal do nariz: a respiração. Um bom especialista saberá o que fazer para deixar o nariz harmonioso com o restante da face, respeitando suas proporções e a função nasal.

O procedimento pode ser realizado em consultório, seja com um cirurgião plástico, cirurgião dentista, ou com um otorrinolaringologista. Há a aplicação de anestesia local, podendo-se utilizar também a sedação superficial no paciente. Com a região anestesiada, há a excisão da pele, ou seja, o corte do tecido, seguida da retirada de excesso e do reposicionamento dos tecidos. Por fim, o cirurgião faz a sutura, que fica na região da dobra no nariz, resultando numa cicatriz discreta. Após a cirurgia, o paciente é liberado para voltar para casa, e a retirada dos pontos ocorre em cerca de uma semana.

Como é o pós-operatório?

O pós-operatório da alectomia é tranquilo: frequentemente não há edemas, a dor é pouca, e o incomodo é pouco intenso. Pode-se receitar analgésicos e anti-inflamatório, caso seja necessário. Após a cirurgia, o paciente tem alta, e no dia seguinte já é permitido o retorno as atividades profissionais. Compressas frias na região nasal são recomendadas, assim como dormir com a cabeça elevada acima do corpo. 

Os pontos externos costumam ser feitos com fio de nylon, para que a cicatriz fique bem discreta, e são retirados cerca de cinco dias após a cirurgia. A cicatriz, aliás, fica escondida na curvinha da asa do nariz, e  para que ela seja ainda mais imperceptível, é importante que não haja exposição ao sol durante os primeiros três meses após a cirurgia, e sempre passar protetor solar na região. 

Um dos principais riscos da alectomia é a assimetria, ou seja, quando um lado das abas do nariz fica maior do que o outro lado. Isso pode ocorrer tanto por erro na análise do especialista, quanto pela cicatrização, e um novo procedimento pode ser realizado para corrigir essa imperfeição. Todavia, outro risco de cirurgia é o de ficar com o nariz muito fechado, resultando em dificuldade na respiração. Para evitar essas complicações, basta procurar o melhor especialista da sua região.

Se interessou pela alectomia? Faça com quem sabe. A Smille é referência nacional em harmonização facial, realizando procedimentos como a avaliação facial desde 2012.

Para saber mais, basta clicar no botão abaixo para falar com a gente pelo WhatsApp ou ligue no 31 3817-2779 ou 31 9 9125-8311 e peça um agendamento!

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Onde estamos

Avenida Otávio Soares, 48/ 09, Palmeiras - Ponte Nova/ MG - CEP: 35430-229

Telefone/Whatsapp

Telefones: (31) 3817-2779
Whatsaap: (31) 9 9125-8311

Funcionamento

Seg a Sex de 8:00 as 11:30 e 13:00 as 18:00