• Telefones:
  • (31) 3817-2779 | 9 9125-8311

smilleodontologia@gmail.com      

É no início do ano que muita gente resolve adotar hábitos mais saudáveis recorrendo às dietas. A mudança pode ser benéfica, mas se conduzida por um profissional da área. Do contrário, há riscos inclusive para a saúde bucal.

Quem adere a uma dieta da moda como a do jejum intermitente – no qual a pessoa fica horas sem se alimentar – está mais sujeito à diminuição do pH, importante para controlar a acidez da boca.

Quando ficamos muito tempo sem comer ocorre uma queda acentuada no pH interferindo na acidez, e por consequência, na probabilidade do surgimento da cárie e erosão dental. Para amenizar o problema, a recomendação é beber bastante água.

Como a nutrição interfere em todo o funcionamento do corpo, qualquer alteração nos hábitos alimentares causa impactos. Dietas muito restritivas, por exemplo, podem provocar diminuição ou ausência de alguns nutrientes e vitaminas essenciais para a manutenção da saúde bucal, favorecendo o aparecimento de infecções.

Outro cuidado necessário é com a ingestão exagerada de certos alimentos, mesmo sendo saudáveis. As frutas ácidas, se consumidas em excesso, podem causar a erosão dental – que é o tipo de lesão em que ocorre perda de estrutura dental através de reação química.

Para amenizar e até mesmo evitar o processo de erosão, a recomendação é tomar um copo de água ou realizar um bochecho com o líquido. Na sequência, recomenda-se fazer a higienização. A indicação é esperar, pelo menos, uns 30 minutos para a escovação utilizando sempre uma escova de dente macia ou extramacia, fio e creme dental.

Dietas que podem trazer benefícios

Algumas dietas, por outro lado, podem ser bastante benéficas para a saúde bucal, com a inclusão de determinados grupos de alimentos. Entre eles, os que são ricos em fibras como os grãos, vegetais e algumas frutas. Os lácteos também são fontes importantes para manter a boca saudável.

Os alimentos fibrosos evitam a formação de placa bacteriana e os lácteos contribuem para saúde por conta do cálcio e das proteínas. Tem ainda os que são ricos em vitamina C, excelentes antioxidantes para aumentar a imunidade, mantendo as gengivas saudáveis.

Vale ressaltar que além da dieta é necessário manter bons hábitos de higiene e a atenção deve ser redobrada com as crianças. No caso delas, a higienização costuma ser menos eficiente e se elas têm uma dieta com muito açúcar podem ficar mais suscetíveis à cárie dental.

Com a adoção de dietas saudáveis, higienização da forma correta e visitas regulares ao (a) cirurgião(ã)-dentista é possível manter a silhueta e a boca mais saudável.

Confira 10 alimentos que podem fazer bem para a saúde bucal

  • Maçã
  • Pera
  • Morango
  • Brócolis
  • Abóbora
  • Goiaba
  • Tomate
  • Espinafre
  • Iogurte
  • Kefir

 

Compartilhe nas redes sociais

O momento do pedido de casamento é um dos mais marcantes na vida das noivas, mas é quando passa a euforia que a emoção começa. Organizar cada detalhe da cerimônia, lista de convidados, escolher fornecedores, cardápio e paleta de cores é uma aventura que demanda muito tempo e organização. O vestido, a maquiagem, o cabelo e a imagem da noiva são outros detalhes que exigem atenção total da noiva. É para facilitar a correria, o curto tempo e agenda lota das noivas que empresas investem cada vez mais em tecnologia nos tratamentos estéticos. Confira abaixo três procedimentos rápidos e eficazes para brilhar no altar – e depois dele.

Sorriso

Há quem diga que no dia do casamento é possível sentir câimbra e acabar a noite com dor no maxilar de tanto sorrir. Também, pudera! O casamento é, sem dúvidas, um dos dias mais felizes na vida de um casal. No entanto, muitas noivinhas ficam acanhadas por se sentirem inseguras com o sorriso, seja pelo uso de aparelho, pelo amarelamento dos dentes ou por desajustes ortodônticos. Para driblar esse empecilho, a tecnologia entra em cena trazendo tratamentos com custo mais acessível e flexibilidade. Um exemplo são os alinhadores ortodônticos feitos com impressora 3D. Os aparelhos são transparentes e oferecem um tratamento rápido, prático e eficiente, além de poderem ser removidos pelo próprio paciente para fazer as fotos de pré-wedding, por exemplo.

Corpo

O corpo também está entre as maiores preocupações das noivas. Mas não adianta fazer dietas malucas e extremamente restritivas, pois essa prática pode acarretar problemas de saúde. E ninguém quer ficar doente próximo do casamento, certo? Uma alternativa é aliar exercícios e uma dieta elaborada por um nutricionista a tratamentos estéticos que auxiliam na redução de gordura localizada. Estudiosos de Harvard criaram uma técnica chamada Criolipólise, que funciona por meio do resfriamento das células de gordura, provocando a destruição delas, eliminando lentamente a gordura pelo sistema linfático. Massagens modeladoras e drenagem linfática também são opções.

Rosto

Não basta caprichar na maquiagem. Uma pele bem tratada é essencial, até para que o efeito final da make seja ainda mais surpreendente e duradouro. Máscaras faciais podem ser feitas em casa mesmo, e auxiliam na hidratação da pele e diminuição de manchas. Uma outra opção de tratamento é o peeling facial, que estimula a renovação das células da pele por meio de uma descamação controlada com o uso de substâncias químicas ou métodos como dermabrasão. Tal procedimento auxilia no clareamento das manchas e sinais de acne, além de tratar rugas e linhas de expressão.

Compartilhe nas redes sociais

Visitar o dentista é uma tarefa que precisa estar sempre em nosso calendário. Além de ser uma boa oportunidade para rever hábitos higiênicos, é o melhor momento para prevenir e identificar precocemente aquelas doenças que insistem em tomar conta dos dentes.

A realização de consultas periódicas é importante para prevenção de doenças bucais, como cáries, problemas gengivais, tártaro e lesões na mucosa bucal que podem evoluir para algo sério, e para detecção prévia de tais alterações, facilitando o tratamento para o paciente.

Infelizmente é muito comum que as pessoas procurem o cirurgião dentista apenas quando o problema já instalado, geralmente em fase avançada e apresentando alguma sintomatologia. O problema disso é que, além da possibilidade de o paciente sofrer com a dor causada pelo problema, o tratamento será mais invasivo.

O ideal é realizar as consultas a cada seis meses. Muitas pessoas têm medo de ir ao dentista e sentir dor, mas, na verdade, o fato de não ir ao dentista é o que poderá causar dor, caso apresente algum problema bucal. Além disso, hoje a odontologia está muito avançada em relação a equipamentos, técnicas e materiais, tudo para maior conforto do paciente e evitar qualquer tipo de dor. Os tratamentos atuais visam mínima intervenção bucal e preservação da estrutura dentária.

Para manter a saúde bucal é importante realizar uma correta higienização, composta pelo fio dental, escova de dente macia e pasta de dente não abrasiva, a qual deve ser realizada de forma completa três vezes ao dia, no mínimo. Além disso, é essencial realizar as consultas periódicas ao cirurgião dentista.“O uso de pastas clareadoras ou muito abrasivas é contraindicado, pois causará desgaste da superfície dental e não promoverá maior limpeza ou clareamento dental.

Compartilhe nas redes sociais

Sob o nome comercial Botox, a toxina botulínica passou, ao longo das últimas duas décadas, por uma explosão de popularidade, após ter seu uso aprovado para fins estéticos, em 2002, e cair nas graças de celebridades do Brasil e do mundo que já confessaram serem adeptas assumidas da técnica.

 

O que nem todo mundo sabe, porém, é que a toxina botulínica existe na natureza, e é produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Seus benefícios foram descobertos a partir do uso, em 1973, pelo oftalmologista Alan Scott, como alternativa não cirúrgica para o tratamento de estrabismo.

A toxina botulínica age como um bloqueador neuromuscular, ou seja, ela tem a propriedade de paralisar os músculos da região onde é aplicada. No caso do estrabismo, a aplicação é feita diretamente no músculo ocular externo, alinhando os olhos sem intervenção cirúrgica. E é justamente essa capacidade que a torna uma substância com alta eficiência em tratamentos estéticos e harmonização facial.

Aplicações e opções

No Brasil, a toxina botulínica tem uso aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para indicações cosméticas e terapêuticas. No ramo da oftalmologia, além do estrabismo, a substância é utilizada para distonias faciais, blefaroespasmos e espasmos hemifaciais.

Outros usos médicos da substância são no tratamento de hiperidrose palmar e axilar (condição em que o paciente sua em excesso pelas mãos ou axilas), incontinência urinária e bexiga hiperativa.

No campo estético, a proteína botulínica tem aplicações na harmonização facial e em tratamentos como os de marcas de expressão, arqueamento das sobrancelhas, 'pés de galinha' nos cantos dos olhos, rugas periorais, ou "códigos de barras" e sorriso gengival, em que um excesso da gengiva do maxilar superior fica visível quando o paciente sorri.

Harmonização facial

Diferentemente do que se possa pensar, a harmonização facial não é um procedimento específico, mas sim um conjunto de procedimentos estéticos que buscam a harmonia das proporções faciais do paciente.

Muitas vezes, as pessoas se queixam de alguma parte específica do rosto, sem perceberem que o desconforto que sentem tem origem, na verdade, na desproporcionalidade entre as diferentes estruturas do rosto. A harmonização facial, como o próprio nome diz, trabalha para que essas estruturas alcancem uma sintonia que elimina o estranhamento, e a toxina botulínica, por sua propriedade relaxante muscular, é uma grande aliada nesse sentido.

A aplicação da toxina botulínica é realizada em consultório, e permite que o paciente retome suas atividades normais logo após o procedimento. Os resultados começam a aparecer entre 48 a 72 horas, atingem seu efeito máximo em até duas semanas. O tratamento permanece efetivo por aproximadamente seis meses. A partir de então, pode ser feita nova aplicação, segundo especialistas.

Compartilhe nas redes sociais

Junto com o verão é chegado, também, o período das férias escolares. Nesta ocasião sempre ocorrem mudanças na rotina das crianças. O momento é de diversão e muitas brincadeiras, porém, os cuidados com a saúde bucal não devem ser deixados de lado, já que nessa época as crianças estão mais sujeitas ao consumo de guloseimas e propensas à quedas, o que pode acabar em traumas dentais. Nesse sentido, é preciso atenção.

A alimentação geralmente é alterada nesse período, assim como os horários em que elas são servidas. Um sorvete, uma sobremesa não faz mal a ninguém, contudo é preciso ter cautela, o excesso de doces pode ser prejudicial tanto à gengiva quanto aos dentes, especialmente quando não há a devida higienização. Esse descuido pode até provocar o aparecimento de cáries.

Existem diversas bactérias na boca que, ao se misturarem com açucares e restos de alimentos, formam a placa bacteriana. Quando essa placa não é removida pela escovação e pelo fio dental, ela acaba produzindo ácidos que irão corroer as primeiras camadas do dente, o que, repetido muitas vezes, irá ocasionar em cáries.

O perigo está naqueles alimentos que grudam mais facilmente nos dentes, como, por exemplo, bolo e balas de goma. A quantidade de açúcar não é necessariamente o vilão, mas sim os alimentos que ficam presos entre os dentes e o tempo de intervalo entre uma escovação e outra, porque quanto mais se demora para retirar esses alimentos da boca, mais propenso de ter problemas dentários. Por isso, é necessário sempre lembrar às crianças da escovação. Se possível, acompanha-las durante esse momento.

Outro fator que os adultos devem ficar atentos é com as brincadeiras. Correr, andar de bicicleta ou patinar. Em todas essas situações as crianças estão propensas a caírem e se machucarem, inclusive provocando traumas nos dentes. É necessária a supervisão dos pais durante as brincadeiras. Mas, caso ocorra algum trauma na boca da criança, nem tudo está perdido. O que pode ser feito em caso de lesões:

O primeiro passo é lava-las com soro fisiológico. Em caso de quebra ou perda total do dente, o recomendado é que o pai o guarde e leve imediatamente ao dentista com a criança, pois, em alguns casos, há a possibilidade de reimplante.

De toda a forma, é preciso ter muito cuidado para que os descuidos nas férias não prejudiquem os pequenos.

Compartilhe nas redes sociais

É pela boca que começa a boa saúde: tanto pelo que comemos quanto pela forma como tratamos nossos dentes e gengivas em casa. Alguns cuidados básicos de escovação e hábitos fazem toda a diferença para não sentirmos dor ou incômodos nem insegurança com mau hálito ou dentes fragilizados.

Saiba quais são os cuidados essenciais para que sua saúde bucal esteja sempre em dia. Tudo muito simples e fácil de colocar em prática hoje mesmo.

Escolher a melhor escova de dentes para seu caso

Em geral, o melhor modelo é o de cabeça pequena e arredondada, com cerdas macias e polidas, que não ferem as gengivas e não desgastam o esmalte dos dentes. Se você usa aparelho ortodôntico fixo, procure um modelo específico para essa situação: o formato especial tira a sujeira e limpa os bráquetes perfeitamente.

Dar preferência a cremes ou géis dentais com flúor

O flúor protege o esmalte dos dentes ao impedir a ação das bactérias. A quantidade, indicada no rótulo, deve ser em torno de 1450 ppm (partes por milhão).

Escovar dentes e língua antes do café da manhã

Os dentes e a língua devem ser escovados assim que acordamos. A película que se forma em volta dos dentes durante a noite precisa ser removida, pois pode ser usada pelas bactérias naturais da boca para fixar açúcares nos dentes, aumentando o risco de cáries. Já a saburra lingual, que é aquela “cobertura” esbranquiçada que aparece na língua pela manhã, é a causadora do mau hálito, o que significa que escová-la é ficar com uma sensação gostosa e fresquinha na boca logo cedo. Aqui, apenas escova de dentes e creme dental já são suficientes.

Usar o fio dental depois de todas as refeições

A única escovação em que o fio dental está dispensado é esta primeira que explicamos aqui em cima. Em todas as outras, ele deve ser usado após a escovação, sendo passado entre todos os dentes. Isso evita que resíduos de alimentos fiquem presos nesses vãos, o que poderia causar a putrefação dos resíduos e resultar em mau hálito e cáries.

Não exagerar na quantidade de creme dental

Nem sempre a abundância é uma coisa boa. É o caso do creme dental na escova de dentes: usá-lo em excesso leva à má escovação. O que ocorre: é o atrito das cerdas com os dentes que dilui as placas de sujeira, e ter um monte de creme dental gera muita espuma, atrapalhando o esfregar necessário. A quantidade ideal de creme dental é o equivalente ao tamanho de um grão de ervilha.

Escovar os dentes em todas as faces

Parece óbvio, mas não custa lembrar: os dentes devem sempre ser escovados tanto no arco superior quanto inferior e em suas três faces: vestibular (a lateral voltada para a bochecha/os lábios), lingual (a lateral voltada para o interior da boca) e oclusal (a superfície do dente).

Enxaguar bem a boca ao acabar a escovação

Não existe água demais na hora de enxaguar a boca após a escovação. Ela remove as placas de sujeira que foram descoladas dos dentes pelas cerdas da escova e as leva para bem longe quando você põe cospe a água.

Trocar a escova de dentes a cada três meses

O tempo indicado pelos dentistas é devido ao desgaste das cerdas – que, surradas e abertas, têm a eficácia comprometida.

Visitar o dentista pelo menos uma vez por ano

A consulta anual ao dentista é importante para verificar se os dentes e as gengivas estão em ordem e fazer o tratamento adequado quando for necessário. Também é interessante fazer uma profilaxia profissional (a limpeza bucal) uma vez por ano no consultório odontológico. Se você sentir alguma dor antes desse período, a consulta deve ser antecipada, naturalmente.

Compartilhe nas redes sociais

As pequenas úlceras orais esbranquiçadas são lesões benignas e inofensivas apesar de provocarem dor também revelam que o nossos sistema imunitário está em baixo.

Se tem ou já teve uma ferida branca e dolorosa no interior da boca, então está perfeitamente familiarizado com as aftas!

Existem inúmeros tipos de feridas na boca, lábios e língua, desde irritações, lesões e inchaços. As patologias mais comuns são aftas, herpes, leucoplasia e candidíase.

Cerca de 1/3 da população tem ou teve lesões na boca em alguma altura da sua vida.

As feridas, irritações e lesões da boca podem ser dolorosas e podem interferir com a mastigação e a fala. Qualquer ferida que exista na boca por mais de duas semanas deve ser examinada pelo seu dentista. Em última análise pode ser necessária uma biópsia para determinar a causa!

Hoje falamos aqui de aftas que são pequenas feridas ou lesões que surgem na boca, designadamente na mucosa oral, na gengiva, na língua ou nos lábios. Podem surgir sozinhas ou agrupadas, são achatadas, redondas ou ovaladas e podem ter várias cores (branco, vermelho ou amarelado). Provocam dor, desconforto e dificuldades em comer, beber e até falar.

As pequenas úlceras orais esbranquiçadas são lesões benignas e inofensivas apesar de provocarem dor. Revelam que o nossos sistema imunitário está em baixo e podem ser causadas por diferentes fatores, entre eles a alimentação e o stress.

Origem das aftas

  • Nem sempre é possível saber o que deu origem a uma ou mais aftas, embora possamos desconfiar de algumas das causas:
  • Stress.
  • Traumatismo intraoral (mordidas acidentais na língua ou na zona interior da bochecha).
  • Alterações hormonais durante o ciclo menstrual.
  • Dieta.
  • Fatores genéticos, imunológicos ou microbiológicos.
  • Alterações no pH oral.

Tratamento das aftas

O tratamento é principalmente sintomatológico, porque as aftas curam-se espontaneamente entre uma a duas semanas, mesmo sem tratamento. Podem ser usados alguns produtos ou fármacos que ajudam a aliviar os sintomas e prevenir possíveis infeções. Assim, o tratamento poderá incluir:

  • Soluções antisséticas e antibacterianas (colutórios para bochechar, géis ou gotas).
  • Analgésicos e anti-inflamatórios de aplicação local.
  • Gel protetor da mucosa oral.
  • PREVENÇÃO DE AFTAS

Acredita-se que haja um elo de ligação entre as aftas e a deficiência de vitaminas, portanto, comer bem e tomar um multivitaminico são boas opções se tiver predisposição para ter aftas na boca. Os probióticos também são considerados úteis.

Para finalizar, saliento que as aftas não são contagiosas porque não têm na sua origem agentes como vírus, bactérias ou fungos.

As aftas não devem ser confundidas com herpes. Este sim, é contagioso. No caso do herpes, as lesões surgem sobretudo nos lábios ou à volta da boca e dão sintomas diferentes, como sensação de picada ou queimadura.

Compartilhe nas redes sociais
Pagina 1 de 29

Nosso Endereço

Avenida Otávio Soares, 48/ 09, Palmeiras - Ponte Nova/ MG - CEP: 35430-229

Telefones: (31) 3817-2779
Whatsaap: (31) 9 9125-8311

smilleodontologia@gmail.com

Horário de Atendimento: Seg a Sex de 8:00 as 11:30 e 13:00 as 18:00


Marque sua consulta AGORA!

Agende sua Consulta: Informe seus dados abaixo que entraremos em contato agendando um horário de avaliação. Obrigado.
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida